top of page
  • INVESTIDOR DE SUCESSO

COMO COMPRAR A PRIMEIRA AÇÃO

Atualizado: 16 de mai.

Ainda não sabe como comprar ações na bolsa de valores? Muitas pessoas que querem construir patrimônio ainda têm essa dúvida.

Outra dúvida comum é: quais as melhores ações para investir hoje? Ou até mesmo: é possível comprar ações com pouco dinheiro?


Se você tem essas dificuldades ou questionamentos similares, este guia completo de como começar a investir e comprar as melhores ações foi feito para você!



Quando começar a investir em ações?

Existe um provérbio que diz: “A melhor época para plantar uma árvore foi 20 anos atrás; o segundo melhor tempo é agora”

Seguindo o ensinamento contido no provérbio acima, ao substituir o verbo plantar por investir, vemos que, o melhor momento para você começar a investir no mercado de ações é HOJE.


E mesmo com pouco dinheiro é possível dar os seus primeiros passos e comprar suas primeiras ações.

Porém, mesmo sabendo que deve começar a investir de imediato, é preciso tomar alguns cuidados.

Por isso, este guia com o passo a passo para investir em ações irá lhe ajudar a começar de forma segura e promissora, mesmo sem muito dinheiro.


Comprando ações na bolsa de valores: Passo a passo

Se você já se sente pronto para começar a investir em ações, esse passo a passo vai mostrar como comprar suas primeira ações na prática.

Antes de ir abrindo o computador ou o celular, é importante entender alguns conceitos para que você saiba exatamente o que estar fazendo, são eles:


Corretora: Instituição financeira regulamentada a negociar ativos como ações e outros;

Home Broker: É o nome do software ou sistema utilizado para negociar ações;

Ticker: Código de 4 letras e um número que representa a empresa na bolsa (Ex: PETR4 – Petrobras);

Lote: Valor de 100 unidades de ações a serem negociadas;

Fracionado: Maneira de negociar unidades de 0 a 99 no mercado de ações;

Quantidade: O número de ações que você deseja comprar;

Preço: O valor monetário que você deseja pagar por ação;

Ordem: Pode ser de compra ou venda de ações preenchendo valor, quantidade e ticker;

Validade: O prazo de duração da ordem até ser executada ou não;

Status da ordem: Pode ser executada, parcialmente executada, cancelada ou expirada;

Prazo de liquidação: Tempo de 2 dias para liquidar a transação;

Boleta: Tela onde executa uma ordem no home broker.

Parece muita coisa? Não se preocupe, pois você consegue começar a investir em ações com até menos de 10 reais, muitos desses detalhes você irá aprendendo na prática.


O primeiro passo é abrir uma conta em alguma das melhores corretoras do Brasil, pois é a partir dela que você vai conseguir investir em ações.

Investindo com uma estratégia vencedora

Primeiramente, entender o que é a bolsa de valores e como ela funciona é o primeiro passo para ter sucesso e bons resultados.


A bolsa de valores nada mais é do que ambiente utilizando para realizar as negociações de ações de empresas de capital aberto.

De maneira simples, imagine um shopping center com as mais variadas lojas e setores.


A bolsa de valores tem um papel similar, onde as lojas são as ações e a bolsa é o ambiente seguro para negociações, semelhante ao papel do shopping.

Sendo assim, o termo mais correto a se usar seria investir em ações através da bolsa de valores. Inclusive, a bolsa de valores brasileira é uma empresa privada de capital aberta chamada B3.

Agora que você entendeu um pouco sobre a diferença entre investir em ações e na bolsa, vamos para o passo a passo:


1. Abra uma conta numa corretora de investimentos

O primeiro passo para você iniciar no mundo da renda variável é abrir conta em uma corretora de valores. Mas afinal, o que é uma corretora de valores e qual o seu papel?


Uma corretora de valores é uma instituição atuante no mercado financeiro que intermedia a compra e venda de títulos financeiros a seus clientes.

Elas atuam principalmente na bolsa de valores. Funcionam como um meio para que você tenha acesso aos produtos financeiros.


Ilustração de como funciona uma corretora

Nesse sentido, é importante que saiba escolher bem a corretora na qual você vai investir seu dinheiro.

Todavia, o fato de qual corretora utilizar vai impactar pouco na rentabilidade do investimento, pois a corretora é apenas um meio para acessar o mercado acionário.


Assim sendo, há alguns pontos que você precisa se certificar para escolher uma boa corretora:

Ser autorizada pelos órgãos reguladores (Banco central, B3 e outros);

Taxa zero para abertura e manutenção da conta;

Preferencialmente, taxa zero para comprar ações;

Qualidade da plataforma e atendimento.

.

2. Entenda seu perfil de risco e seus objetivos financeiros

Posteriormente à abertura da sua conta em uma corretora, você deve começar um trabalho de autoconhecimento, entendendo qual é o seu perfil de investidor e seus objetivos financeiros.


Ao abrir uma conta em uma corretora, essas são orientadas a realizarem um questionário para avaliar justamente o seu perfil de risco.

Esse perfil te ajuda a entender o quanto você é sensível a possíveis perdas financeiras em busca de rentabilidades melhores, alinhado aos prazos desejados.


Esses perfis de riscos normalmente se dividem em 3 categorias: Conservador, moderado ou arrojado.

Ao entender seu perfil de risco, a próxima etapa é colocar suas metas e objetivos no papel.

Separar os seus objetivos em curto prazo (até 2 anos), médio prazo (de 2 a 5 anos) e longo prazo (acima de 5 anos) é essencial para saber em quais investimentos aplicar o seu dinheiro.


TENHA UMA CARTEIRA PERSONALIZADA

3. Defina uma estratégia de investimento

Um dos maiores investidores do mundo chamado Warren Buffett disse: “Risco vem de você não saber o que está fazendo”.


Por isso, definir um planejamento para seus investimentos é tão ou mais importante do que simplesmente aplicar seu dinheiro.

É fortemente aconselhável então montar uma estratégia alinhada a seu perfil de risco e objetivos.

Parte dessa estratégia consiste em montar o que chamamos de uma carteira de investimentos ideal para você.


4. Compre sua primeira ação

Agora sabendo o seu perfil, tendo uma conta numa corretora e com uma estratégia de investimentos inicial, você está pronto para comprar a sua primeira ação.


Comprar ações muitas vezes é visto como algo complicado, mas a verdade é que a partir de 1 real você já consegue fazer seu primeiro investimento no mercado acionário.

Para ter o dinheiro disponível, primeiramente, você precisa fazer uma Transferência Eletrônica Disponível (TED) para a sua corretora.

Logo após, com o dinheiro na conta, é hora de escolher as primeiras ações para você comprar.


Mas afinal, quais as melhores ações? Como comprar e começar de fato a investir?

Algumas corretoras mantêm indicações mensais de ações por especialistas, chamada de carteira recomendada. Essa é uma boa maneira para você escolher suas primeiras ações.


Só para exemplificar (Não é recomendação de compra), vamos mostrar como executar uma compra de ações da empresa Magazine Luiza.

Em primeiro lugar, você precisa acessar a plataforma da sua corretora, normalmente chamada de home broker.


Toda ação possui um código de negociação chamado ticker, no caso da Magazine Luiza, esse código é MGLU3.

É possível comprar a partir de uma única ação, mas para realizar a compra entre 1 e 99 ações você precisa acessar o mercado fracionário colocando um “F” no final do ticker, já para múltiplos de 100 ações basta utilizar o ticker padrão.

Assim sendo, para investir em ações você deve abrir o home broker da corretora, procurar a opção de comprar, incluir o número de ações e o valor a ser pago por cada ação.


5. Vá devagar, direção é mais importante que a velocidade

Se chegou até aqui neste artigo de como comprar ações de empresas, mostra que você realmente está animado e comprometido a se tornar um investidor de sucesso.


Contudo, saiba que o caminho é longo e o tempo é sempre o melhor amigo do investidor, por isso, é importante ter paciência e dar um passo de cada vez, sem queimar etapas.

Afinal, investir requer cuidado, estudo e disciplina. Quando falamos especificamente do investimento em ações, existem várias armadilhas e erros que podem lhe custar caro.


Portanto, é importante, principalmente para quem tá começando, investir aos poucos. Um exemplo de como fazer isso é:

Imagine que você separou 5 mil reais para investir em ações e que seguiu todos os passos acima e está pronto para realizar seus primeiros investimentos.

O ideal é você separar estes 5 mil reais em 3, 5 ou até 10 partes e ir investindo semanalmente pouco a pouco até aplicar todo o dinheiro.


Utilizando essa metodologia, a cada semana você irá entender cada vez mais como funciona a bolsa de valores e irá minimizar bastante os erros que provavelmente cometeria caso investisse tudo de uma vez.


6. Aprenda com seus erros e invista regularmente

No processo de como comprar ações de empresas, evitar erros catastróficos é mais importante do que construir uma carteira de investimentos perfeita.


Sabendo disso, entenda que erros fazem parte da trajetória de todo investidor, e tem um ditado que diz: “O investidor é um eterno arrependido. Se as ações sobem muito se arrepende de não ter comprado mais, se elas caem se arrepende de ter comprado”.


Então, o mais importante durante sua trajetória de construção de patrimônio é aprender com os erros e corrigi-los rapidamente durante sua jornada.

Fazer seu planejamento financeiro, economizar dinheiro, poupar todos os meses e investir regularmente seguindo sua estratégia com paciência é um dos ingredientes para se tornar um investidor bem-sucedido.


Alguns erros comuns que investidores iniciantes cometem e que posso compartilhar para que você possa aprender com eles são:


Investir em ações sem possuir uma reserva de emergência;

Comprar ações por indicações de amigos sem analisar a empresa;

Investir em ações de um único setor;

Investir em ações ainda possuindo dívidas;

Vender ações sem um real motivo só porque caíram no curto prazo;

Investir em renda variável mais do que é adequado a seu perfil de risco.


7. Procure boas fontes de conhecimento

Buscar educação financeira faz parte da rotina de todo investidor bem-sucedido. Buffet uma vez disse “Nunca invista em um negócio que você não entende”.

E para você entender, precisa estudar e procurar aprender de boas fontes. Inclua em sua rotina um tempo para aprender cada vez sobre o mercado financeiro.


Por isso, ao comprar ações, cuidado para não cair na ilusão de que é possível ter altas rentabilidades sem estudo, disciplina e, principalmente, sem risco.


8. Diversifique seus investimentos

Quem nunca ouviu a frase “Nunca coloque todos os ovos na mesma cesta”?!

Pois é, quando falamos em investir na bolsa de valores essa frase tem que ser colocada em prática e você consegue fazer isso através o que chamamos de diversificar seus investimentos.


É importante ter uma carteira de investimentos diversificada entre renda fixa, renda variável, moedas e classes de investimentos.

Quando falamos especificamente do investimento em ações, também temos que diversificar entre empresas de setores, tamanhos e mercados distintos para assim conseguirmos diminuir os riscos e otimizar os possíveis retornos.


9. Foco no longo prazo

Finalmente, o último passo para você investir com sucesso na bolsa é ter foco no longo prazo.

Nesse sentido, algo que ajuda a manter esse foco é desenvolver o que chamamos de ter “sentimento de dono” ou “investir com a visão de sócio”, que na prática é a mais pura verdade.

Pois quando você compra uma ação, de fato, está comprando um pedacinho da empresa e se tornando um sócio daquele negócio.


Sendo assim, quando se investe com esse pensamento, é mais provável não se importar com as variações de preço no curto prazo e ter confiança que boas empresas tendem a se valorizar em prazos mais longos.

A saber, boas empresas tendem a se valorizar e dar ótimos retornos no longo prazo. Porém, ter paciência e conseguir lidar com variações no curto prazo é importante.


Como escolher as melhores ações para 2023

Agora que você já sabe o passo a passo para começar sua vida de investidor na bolsa de valores, fica a pergunta: como selecionar as melhores ações para investir em 2023?

A resposta está em utilizar algumas técnicas e pesquisar carteiras recomendadas de algumas corretoras e depois estudar um pouco sobre cada empresa para que assim decida algumas que valem a pena comprar.


Algo importante é que toda empresa listada na bolsa, obrigatoriamente, deve ter um site de relacionamento com investidores que é super fácil de encontrar no Google, basta você pesquisar o nome da empresa seguido de “RI”.


Exemplos: “Magazine Luiza RI”, “Banco Inter RI” ou até “Vale RI”.


Nesses portais você vai encontrar material institucional, resultados financeiros e outros materiais completos que serão a fonte mais rica de estudo das empresas, já que são materiais oficiais direto da fonte.

Ao ler esses materiais irá conseguir ter mais conhecimento que o ajudarão a saber se vale a pena ou não se tornar sócio de uma dessas empresas.


Outro mecanismo válido para que você consiga ter uma melhor orientação de como começar a comprar ação é acessar casas de análises que podem recomendar a compra e venda de ativos – essas empresas normalmente cobram assinaturas para você ter acesso a essas informações.


Vale destacar que muitas delas disponibilizam algumas análises gratuitas e, por isso, é super aconselhado ler algumas matérias para escolher a melhor para você.

Seguindo esses passos, buscando sempre mais conhecimento e aprendendo com os erros, você com certeza se tornará um investidor bem-sucedido.


Como conquistar a independência financeira?

A democratização ao acesso ao mercado de capitais com certeza é algo revolucionário e sem precedentes.

Hoje, através do seu celular, com alguns toques na tela, é possível se tornar sócio das maiores empresas do brasil e até do mundo.


A transformação digital e as plataformas estão mudando a forma como vivemos e facilitando o acesso a todas as pessoas.

Possibilitado, assim, que esteja ao alcance de qualquer pessoa comprar ações e ver seu dinheiro bem investido.


Espero que neste momento, no final deste artigo, você consiga ter mais claro o caminho para trilhar, de um investidor iniciante rumo à independência financeira.


Além disso, vale ressaltar que os 3 pilares dos investimentos são os aportes, a rentabilidade e o tempo.




LEIA TAMBÉM NOSSO ARTIGO QUE FALA O POUCO SOBRE O MÉTODO HOLDER QUE É O INVESTIDOR COM ESTRATÉGIA NO LONGO PRAZO


103 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Kommentare


bottom of page